16 de dezembro de 2008

Ando casada desse blog, dessa tentativa frustrada de fazer algo que não seja apenas um relato melodramático da minha vida, como se eu fosse capaz de criar ficção de qualquer coisa boa que seja ao mesmo tempo prazerosa.
Nasci nessa espécie de bolha-Murphy, tenho todos os motivos do mundo pra ser assim e não quero mais tentar de escusar desse fardo, nem mudar a realidade por um anseio, um lampejo de falsa qualquer coisa.
Ta confuso o texto e eu mais confusa ainda.
O que sei é que assim como esse blog veio a mim como um escape e uma esperança ele vai certamente cumprindo o seu papel, e deixando livre um novo blog, que tentarei manter o mais fiel possível aos meus pensamentos...
Tem muitas pessoas que não gostam de blogs pessoais, onde você escreve um “diário” da tua vida, mas eu acho válido, pois escrevo pra mim a maior parte das vezes, não quero que tenham mil acessos por dia ou algo assim.
Tenho que agradecer a todas as pessoas lindas e queridas que sempre estão aqui lendo e comentando tão sabiamente e que sempre serão bem vindas a qualquer blog meu.
Talvez eu me arrependa e volte a escrever aqui, mas não quero me sentir conectada a isso mais.
Sem mais delongas hehehe, goodbye.

3 comentários:

Ana Gabi disse...

Poxa, é uma pena se resolver não escrever mais...

Eu detesto ler blogs pessoais quando não conheço a pessoa pq acho chato ficar sabendo da vida de alguém que não me interessa.
Já fiz até um post sobre isso, o titulo batizei ironicamente de: Meu querido diário, hehe! Se quiser passar la depois pra ler!).

Mas o seu eu gosto porque é alguém que considero como amiga (ainda que virtual!) e mesmo quando desabafa sobre seu relacionamento ou sobre algum outro problema, vc o faz de forma lírica e fala de modo que seus anseios possam servir para outras pessoas que estão lendo...

Mas poxa, fazer o quê?
Te conheci no flickr, mas vc o abandonou, daí te achei aqui no blog e se vc abandoná-lo mesmo, espero que pelo menos não abandone o orkut, né?


beijocas!


;)

Jana disse...

Aaaaaaaaaaaaaaaah.

Só avisa teu novo endereço, certo?
Beijocas
:)

eliane disse...

Oi, linda.
Estive lá no teu outro blog, fiz um comentário, mas não consegui postar porque não tenho e-mail, e ainda não criei um.
Mas o que você escreveu foi muito positivo.
Muito, muito bom.
A Vida adora administrar vidas que se posicionam assim como você se posicionou: fazer tão somente aquilo que o coração manda.
Ah, Ste, nessa sintonia com os acontecimentos diários e com as pessoas em geral, só vais ganhar brilho e paz.
E para quem não gostar, a porta é a serventia da casa.
Que o Natal seja suave e terno, e que o ano que inicia te traga decisão, determinação, alegria e muita luz, para que possas visualizar tudo de bom, excluindo o que não prestar.
Muitos beijos e abraços, querida.