4 de agosto de 2008

Dias loucos porem necessários.
Aceito hoje que tenho alguns vícios.
Que tenho amigos verdadeiros
Que amo viver intensamente.
Que não sou uma pessoa inexpressiva, não nasci pra assistir a vida, sou muito boa vivendo.
Que as melhores coisas às vezes são as que pensamos piores, são essas tijoladas na cara que nos fazem acordar pro que há de bom.
Que mesmo as pessoas que consideramos caretas podem te surpreender após um vinho barato
Que você mesmo pode se surpreender ao trocar idéias em outras línguas fluentemente do nada.
Que é bom tomar banho de chuva.
Que é ótimo ouvir Morrissey bêbada.
Que se permitir morrer de tédio faz com que renasça mais força no seu coração.
Que estranhamente voltamos às mesmas pessoas que amamos sem querer.
Que ser velho precoce não implica não viver a vida, implica conhecer o que te faz feliz...

Um comentário:

Janaaa! disse...

Eu acho que na vida, tudo faz sentido porque existe seu oposto:
a noite é boa porque existe o dia;
gostamos da felicidade porque conhecemos a tristeza;
a companhia só é reconhecida por aqueles que conhecem a solidão.

Olhar nosso monstro na cara, sem medo, e vencê-lo.
É no que eu acredito.


Também sou boa vivendo, Stê.

Beijoca.