30 de julho de 2008

Tempo

Espero a hora da chegada, como o avesso da partida, e a alegria de um encontro, o espelho de uma despedida...
E o que dizer do sol, que brilha a meia noite, e a estrela da escuridão de um meio dia.
Eu digo o oposto do que sinto, pra que de uma vez vc entenda que nunca em minha vida eu cheguei a te amar.
O tempo vai fazer com que eu me esqueça de vc comigo aqui.

Nei Van Soria.

Um comentário:

Janaaa! disse...

Adooooro o Nei.


"Você escreve uns postais,
eu espero pelo jantar".

:)