25 de setembro de 2008

Hum

Claro que eu sou uma pessoa tendencialmente pessimista, mas tenho, como todas as pessoas tendencialmente pessimistas minha lista de motivos e provas irrefutáveis de que não sou assim a toa, afinal alguém em algum lugar no confuso e denso passado que faço questão de não comentar me magoou tanto e de tantas maneiras diferentes que não poderia ser culpada por desconfiar de cada partícula ao meu redor como se tudo que existe no mundo, apenas existisse com o propósito de aniquilar a minha digníssima pessoa de maneira fria e objetiva.
Mas as vezes eu penso nisso e vejo que não tem nada a ver. Que a verdade é que sou uma pessoa aparentemente forte e talvez até insensível, o que me ajuda muito, pois a verdadeira Stê é tão sensível que tem medo que as pessoas vejam isso, que ela não é a garotinha que ta sempre ali com seus conceitos estruturados e opiniões formadas a base de muita racionalidade, que tem mais amigos que amigas, que não demonstra qualquer reação tipicamente "feminina" diante de ninguém.
Isso ai, esta sou eu, pelo menos o que tento ser o tempo todo.
Problemas amorosos? A Stê tem a resposta objetiva pra você, aquela que tu não quer ouvir mas que é exatamente o que precisa.
Problemas pra entender o mundo? A Stê vai te dar uma explicação tão racionalizada de todas as coisas ao teu redor que você vai ver que tua duvida não é nada perto de todas as questões intermináveis que nos envolvem e que ela DDA passa tempo involuntário questionando.
Mas o que ela queria mesmo era que alguém entendesse ela como ela entende os outros, alguém que também pudesse ver objetivamente pelos problemas que ela tem e desse uma resposta objetiva. Que alguém fosse mais louco que ela e tivesse resposta pros questionamentos que ela tem.
Alguém pra falar definitivamente porque ela faz as coisas que faz, se não ninguém fazendo, porque ela quer tanto uma coisa e quando tem não quer mais.
Alguém que conseguisse ver e dizer, porque diabos ela quer tanto as coisas que ela não pode ter, e porque ela não pode ter essas coisas...
E porque ela ainda perde tempo pensando nisso...

4 comentários:

Murillo Leal disse...

Pessimismo as vezes é bom!

akele que é muito otimista é mais suceptivel a se frustrar!

http://murilloleal.blogspot.com/

Felipe disse...

Não seja tão pessimista nem tão otimista. Saiba equilibrar os dois lados e então você terá uma vida saudavel.

Mundo P-O-P - O Seu Mundo da Música!

_____________________
http://mundop-o-p.blogspot.com

Evan The Scarlet Angel disse...

Acabei de postar mais uma parte da história e ficaria muito agradecida se pudesse ler e comentar.

http://evangelinescarletangel.blogspot.com/


Obrigada

Jana disse...

Prá mim, tu tem todas as respostas pois, as mesmas que tu dá aos outros, acredite: servem minuciosamente para você.

Beijoca.